Existe uma dúvida muito comum entre as pessoas que procuram um serviço de interiores, que é: qual a atividade do profissional de designer de ambientes? Certamente se você está lendo este artigo, é porque você procura o esclarecimento deste bicho que insiste em perturbar a sua cabeça. Mas brincadeiras à parte, o objetivo da D3Decor neste artigo é fazer com que você, usuário ou admirador do serviço de interiores, descubra realmente a atividade exercida por esse profissional.

Antes de entrarmos em detalhes, vamos conhecer primeiramente o conceito do Design de Interior.

ENTENDENDO O QUE FAZ O DESIGN E O DESIGNER DE INTERIORES

1 – DESIGN DE INTERIOR

Segundo o Wikipedia, o design de interiores é uma técnica cenográfica e visual para a composição e decoração de ambientes internos (cômodos de casas, escritórios, palácios etc.). Consiste na arte de planejar e organizar espaços, escolhendo e/ou combinando os diversos elementos de um ambiente, estabelecendo relações estéticas e funcionais, em relação ao que se pretende produzir. O profissional harmoniza, em um determinado espaço, móveis, objetos e acessórios, como cortinas e tapetes, procurando conciliar conforto, praticidade e beleza. Planeja cores, materiais, acabamentos e iluminação, utilizando tudo de acordo com o ambiente e adequando o projeto às necessidades, ao gosto e à disponibilidade financeira, do cliente. Administra o projeto de decoração, estabelece cronogramas, fixa prazos, define orçamentos e coordena o trabalho de marceneiros, pintores e eletricistas. Pode projetar salas comerciais, residências ou espaços em locais públicos. Esse profissional costuma trabalhar como autônomo, mas pode atuar também como funcionário de empresas especializadas em decoração e design de interiores ou, ainda, como consultor em lojas de móveis.

Entendendo este conceito, agora sim podemos entrar no conceito do Designer, que é o profissional que executa o serviço de design de interior.

2 – DESIGNER DE AMBIENTES

Ainda na fonte citada Wikipedia, o designer é um profissional que desempenha atividade especializada de caráter técnico-científico, criativo e artístico para elaboração de projetos de design passíveis de serialização ou industrialização que atendam, tanto no aspecto de uso quanto no aspecto de percepção, a necessidades materiais e de informação visual. Em inglês, o termo se refere a qualquer indivíduo que esteja ligado a alguma atividade criativa ou de projeto. Esse anglicismo foi adotado no final do século XX no Brasil com o objetivo de universalizar as profissões ligadas ao projeto. Isso tem ocorrido e a maioria das universidades preferem o termo “designer” pelo fato de o termo “projeto” já existir e ser um sinônimo muito próximo do termo “design”.

Mas fugindo dos conceitos existentes nas enciclopédias (que é extremamente importante conhecer), irei escrever em palavras simples o que faz.

DECORAÇÃO, PROJETOS OU DESIGN?

decoradora de ambientes

Um designer de interiores é um profissional treinado para criar um ambiente de interior funcional e de qualidade. Qualificado através da educação e experiência, um designer profissional pode identificar, pesquisar e, criativamente, resolver problemas e construir um ambiente físico saudável, seguro e confortável para seu cliente.

A missão do designer desse nobre profissional é alcançar uma melhor qualidade de vida no espaço, a partir das necessidades e gostos do cliente, conjugando os requisitos e limitações de espaço e orçamento.

O papel do designer é transformar as ideias dos seus clientes na melhor versão possível, baseando-se no seu conhecimento sobre ergonomia, funcionalidade, tecnologia, materiais, e acima de tudo, na sua criatividade.

A intervenção em um espaço é notório, pois dá um toque diferente para os espaços. Os designers de interiores são capazes de imaginar e realizar coisas que muitas vezes seus clientes podem não imaginar. Para um cliente, é importante encontrar o designer de interiores que compreenda as suas ideias, as suas necessidades, e que você possa confiar que o processo de concepção de sua casa, escritório ou qualquer espaço será feito conforme a sua necessidade, com a sua personalidade. Na prática, vai muito além de saber onde colocar móveis e cortinas. A pessoa que atua nesse ramo precisa ter certas qualidades que ajudarão a completar o melhor trabalho para seus clientes.

Mas mesmo após ler os conceitos acima, é possível que você ainda esteja com mais uma pulga atrás da sua orelha, que é entender qual diferença entre um designer e um decorador de interiores. Mas calma, você não é único!!! A maioria das pessoas confundem design de interiores com decorador de interiores pois existe uma percepção generalizada de que a decoração e design são a mesma coisa e ambos podem ser usados alternadamente, mas isso não é verdade. Cada uma das profissões requer diferentes tipos de habilidades. E achamos importante esclarecer!!!

Ou seja, o designer, além de executar o seu projeto de interior (que é a atividade principal do designer e certamente o que você realmente quer no final de tudo), muitas coisas em paralelo são feitas por ele, que são basicamente:

  • Pesquisar e fazer licitações em novos projetos;
  • Determinar as metas e os requisitos do cliente para o projeto;
  • Considerar como o espaço será usado e como as pessoas se moverão dentro deste ambiente;
  • Esboçar planos preliminares de projeto, incluindo layouts elétricos e de partição;
  • Especificar materiais e mobiliário, tais como iluminação, móveis, acabamentos de parede, pisos e acessórios de encanamento;
  • Criar um cronograma para o projeto de design de interiores e estimar os custos do projeto;
  • Efetuar pedidos de materiais e supervisionar a instalação dos elementos de projeto;
  • Conduzir a administração de execução do projeto e coordenar empreiteiros de construção para implementar os planos e especificações de construção do projeto;

O QUE DE BOM PRECISA TER?

Criatividade: Ele precisa de ser criativo para combinar com o estilo de seus clientes com o que funciona melhor para um espaço. Os designers de interiores mais bem sucedidos são aqueles que pensam fora da casinha e que podem criar um espaço diferente e, ao mesmo tempo, satisfazer os desejos de seus clientes.

Display: A primeira vez que o designer visita um espaço no qual irá trabalhar, muitas vezes este local pode estar cheio de decoração que o cliente já possui ou pode estar vazio. Para ambos, ele precisa visualizar as suas ideias no espaço e compartilhá-los com o seu cliente. O designer vai entender proporções e ver onde as diferentes peças permanecem melhor antes de aplicar seus projetos.

Saber resolver problemas: Os designers de interiores trabalham para um cliente que possui um determinado gosto, um determinado orçamento, uma expectativa de tempo para execução do projeto e imóveis com espaços específicos. Ou seja, em todos os projetos o designer trabalha com particularidades. Na maioria dos projetos que trabalham, o designer pode encontrar inconvenientes, podendo ser o orçamento do seu cliente que é baixo para o seu gosto (sim, o designer tem a obrigação de fazer um projeto que se adequar ao bolso do cliente), os empreiteiros não estão terminando o seu trabalho no tempo ou seu cliente não gostou das suas idéias. Nesta hora o designer precisa encontrar soluções rápidas para os problemas que possam surgir.

Arte: Seus clientes certamente irão contratá-lo por seu estilo e visão. Esta é uma parte básica de ser um profissional que exerce essa atividade. Ele precisa de ter um senso de estética e saber que combinações de olhar melhor se adequam ao que o cliente deseja. Quais as cores que combinam? Que peças são melhor em um ambiente? Para isto, claro que ele pode encontrar inspiração suficiente em livros e revistas, mas a essência e o lindo resultado final virá da habilidade artística do designer, do olho clínico, do estilo detalhista. Essa é a essência do designer.

Comunicação: A comunicação é importante em design de interiores. Ele não só deve ser capaz de comunicar suas idéias para seus clientes, mas também para os empreiteiros e arquitetos, especialmente se ele foca no design de interiores comercial. Seus clientes são os que recebem o trabalho, e ele precisa se comunicar de uma forma que suas idéias fiquem claras para todos, e que todos possam entender a sua visão.

Ser detalhista: O design de interiores não é apenas mobiliário. É preciso pensar em tudo, nos pequenos detalhes, medidas, composições. As revistas ajudam, mas esse detalhismo deve estar no sangue do designer. Isso é fundamental para um bom resultado no projeto ao seu cliente.

Habilidade com desenhos: Embora hoje muitos dos projetos de interiores são feitos em computadores, é importante que o designer de interior saiba desenhar. Desenhos de próprio punho pode mostrar de uma forma mais clássica como ficará o ambiente que o cliente tanto sonha. Claro que o realismo vem de softwares e ninguém aqui está dizendo que o designer tem que trabalhar carregando uma prancheta nas costas. A tecnologia existe e é necessário usar e abusar dela, porém, ter esta capacidade e fazer um esboço para o cliente no momento da análise do ambiente mostra ainda mais confiança do serviço e consequentemente o resultado final

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O DESIGNER E O DECORADOR DE AMBIENTES?

decoração-de-interiores

1 – DESIGNER

Os designers de interiores estudam, se aprofundam e aprendem muitas outras questões além do decorador de interiores. Ele precisa saber lidar com a integridade arquitetônica do interior de um imóvel, além de saber trabalhar com renovações e alterações da estrutura interna, que, por essa razão, em muitos casos, ter o conhecimento da arquitetura é essencial.

O designer de interiores precisa estudar sobre a psicologia ambiental e como criar um espaço confortável que combina com o estilo de vida dos seus clientes. Por exemplo, ao projetar uma casa que será habitada por pessoas idosas, ele precisa saber que não poderá abusar as escadas pois isso pode ser prejudicial no dia a dia deste cliente (embora o próprio cliente não “se ligue” disto).

O design interior envolve muitos projetos inter-relacionados para que o interior de um espaço seja funcional, eficiente, bonito e se adapte ao estilo de vida das pessoas que vivem lá. Ele inclui o desenvolvimento do conceito ou desenho do espaço interior. Também inclui a coordenação entre o trabalho e o cliente, visando abastecer, a um preço razoável, a supervisão do projeto e, finalmente terminá-lo. Um designer de interior é qualificado o suficiente para decorar o espaço sem ter que contratar um decorador. Em outras palavras, podemos dizer que a decoração interior é apenas uma parte do design de interiores.

A decoração de interior é estudada em curso de design interior, que é mais especializado do que apenas a decoração. Como já foi mencionado acima, o design de interiores inclui um design funcional e eficiente do espaço, iluminação, acústica, temperatura nos espaços, entre outros. Existem diferentes tipos de design de interiores: residencial, comercial, design de exposições, desenho espacial, design universal, entre outros. Para cada tipo de projeto, o designer precisa estar ciente dos requisitos que devem ser seguidos. Por exemplo, os códigos de segurança para espaços residenciais e comerciais são muito diferentes.

2 – DECORADOR 

Um decorador de interiores é responsável exclusivamente por decorar o interior de um espaço e dar os retoques finais. Não há estudo por parte do decorador sobre as características estruturais ou o design de um imóvel. Decoradores trabalham com papel de parede, tapetes, cortinas, fazendo uma composição de como estes materiais podem ser usados em um espaço, qual o tipo de mobiliário que deve ser colocado em cada espaço, esquemas de cores, temas do ambiente, a disposição dos móveis, arranjo de itens decorativos e que tipo de iluminação será utilizado. No sentido mais simples da palavra, como o próprio nome indica; decoradores são responsáveis pela decoração de espaços.

Em resumo, as principais diferenças são:

  • O design interior deve incluir mais estudos que a decoração de interiores.
  • Os designers de interiores, muitas vezes, precisa conhecer sobre arquitetura, enquanto decoradores são limitadas apenas para decorar.
  • Além disso, trabalha com a estrutura e espaço, enquanto o decorador aloca móveis, tapetes, objetos etc.

POR QUE CONTRATAR?

Muitas pessoas já me perguntaram por que devem contratar esse profissional, quando elas mesmas poderiam apenas fazer a sua própria decoração. Eu realmente amo responder a esta pergunta. De uma forma resumida de tudo o que escrevi acima, compartilho com você exatamente o que eu digo às pessoas quando esta pergunta surge:

  1. É mais do que apenas Decoração.
  2. Design de interiores de alta qualidade eleva o valor de sua casa
  3. Invista seu dinheiro nos acertos e não nas correções dos seus erros.

VALE A PENA CONTRATAR?

Na mais absoluta certeza, sim, e muito. Mas antes, faça uma vasta pesquisa de qual empresa contratar para um projeto de designer de interiores. Procure saber dos serviços já oferecidos, a reputação da empresa, enfim, detalhes simples mas que fazem toda a diferença no seu produto final.

Pergunte a si mesmo: o que eu quero que este espaço se torne e para que ele será usado? Descobra a extensão da ajuda que você precisa e qual o seu orçamento.

Escolha uma empresa que faça projetos exclusivos para cada cliente, mas uma dica muito, muito importante: Só porque você gosta de algo não significa que você poderia viver nele. Há uma grande diferença! Ou seja, embora a obrigação do designer seja atender o pedido do seu cliente, o cliente também precisa entender que nem tudo dá para ser feito pois na prática poderá ser um grande problema para você. Então confie e deixe o designer fazer do seu sonho a sua realidade.

E COMO SABER QUEM CONTRATAR?

Esta é a etapa mais importante deste processo. Você, como cliente, precisa estar seguro da contratação, seja de uma empresa ou um profissional autônomo. Antes de contratar o serviço, no mínimo faça uma pesquisa no Reclame Aqui para ver a reputação da empresa ou do profissional que você está contratando e, se possível, visite a empresa;

Agora que você já sabe o fundamental sobre o Designer de Interiores, não perca tempo e comece agora mesmo a fazer as suas procuras por um bom serviço e ficar cada vez mais próximo de realizar o seu grande sonho.

Quer conhecer os projetos de interiores da D3Decor? CLIQUE AQUI e confira.

As dúvidas ainda persistem? Deixe seu comentário abaixo.

Nos vemos por aqui. Um forte abraço de toda a Equipe.